sábado, 13 de setembro de 2008

Ouro Preto: A noite da confraria Tel-Aviv New York

Às dezenove horas o palco foi ocupado pelo grupo The Third World Love: Avishai Cohen (trompete), Yonata Avishai (piano - foto, ao meu lado), Omer Avital (baixo) e Daniel Freedman (bateria). A noite não poderia ter começado de modo mais agradável. O som do grupo emana uma energia envolvente da qual é difícil escapar. As composições interpretadas trazem o perfeito amálgama de elementos musicais do oriente médio com o bom e velho jazz - aquele jazz que nos faz balançar na cadeira. Os temas partem de uma célula rítmica, algo minimalista, que vai tomando conta paulatinamente do ambiente e do público (como no Bolero, de Ravel) . Um ritual de possessão, pode-se dizer. O The Third World Love recitou uma verdadeira Ode à vida e à alegria que contagiou todos que estavam presentes.

Permito-me uma imagem mais lírica: No início era o silêncio. A música do Thir World surge como a própria vida, unicelular, e se multiplica ocupando suavemente o espaço silencioso. Cada nota é um sorriso para a imensidão. Sim, a vida sorri com a música.

7 comentários:

Gabriela Galvão disse...

Esse povo aih eh td gringo q c conheceu em Ouro Preto ou vcs colocaram tradutor aqui e eu ñ vi?!

Aliás, se ñ colocaram, coloquem, meninos!

Nossa, eh deste estilo de música e sensação que eu gosto... Água na boca!

Bj queridão!

Anônimo disse...

Luis Orlando Carneiro enfrentou o “dead line” e fez de sua coluna dominical do dia 14/09 uma resenha da sexta-feira do Festival de Ouro Preto no JB.Edú.

Salsa disse...

Gabi,
Eu acho que os gringos acima são todos spams ou um tipo qualquer de armadilha. Pena que você não quis vir - os shows foram sensacionais. Jazz pra ninguém botar defeito.
Edú,
Eu cheguei a bater um bereve papo com o mestre e chará Luis Orlando. Conheci o Sá (creio que), do CJUB. Figuraça.

Anônimo disse...

Salsa, grande usina de resenhas e presença constante e indispensável nos grandes, médios,pequenos e melhores eventos do jazz.Pelo que sei o sr.Sá do CJUB é irmão caçula da cantora bossa-novista e sra.Roberto Menescal, Wanda Sá.

Anônimo disse...

Faltou assinar.Edú.

Guzz disse...

grande Salsa,
perdi essa hein !!

Já estava na minha agenda essa ida pra Ouro Preto mas não consegui sair daqui.

O Sá é o próprio do CJUB ! Grande companheiro das jornadas musicais e grande conhecedor de música - sabe tudo !!
E espero você aqui no TIM !

Abs,

Salsa disse...

É verdade, Gustavo,
Curti ótimos momentos. Eu estou planejando assistir o Rollins, se possível for.