terça-feira, 23 de setembro de 2008

André Previn after hours

Vou aproveitar que Salsa deu uma saidinha para descansar da maratona ouropretense e falarei de um cara que já passou por aqui: André Previn. Ele é um músico de primeira, que trafega com desenvoltura no plano popular e no erudito, além de ser um excelente arranjador. Eu gosto especialmente da força e da veemência com que ele encara as teclas do seu piano.
O disco que eu agora apresento é o After hours, em que se faz acompanhar por seus parceiros Ray Brown (baixo) e Joe Pass (guitarra). Esse disco foi gravado em 89, após um mergulho do nosso pianista nas águas eruditas. Quando eu o ouvi pela primeira vez julguei ser um daqueles bons discos dos anos cinqüenta em que Previn destilava sua força juvenil com toda alegria. O cd está recheado com bons standards nos quais nossos heróis injetam boa dose de swing e sentimento.

Deixarei There will never be another you e Honeysuckle Rose no podcast Quintal do Jazz para vocês avaliarem.

5 comentários:

Salsa disse...

Vinhas, meu velho. Eu gosto do Previn mas tenho desenvolvido alguma prevenção contra Joe Pass. Parece que ele só toca bem quando provocado. Os seus discos solos são tediosos - especialmente quando toca baladas. Aqui até que ele manda bem - talvez empurrado pela mão pesada/percussiva de Previn.

Anônimo disse...

Previn, antes dos trinta, era diretor da musical da MGM na década de 50.Período que prenunciava a televisão e um estúdio de cinema mantinha mais músicos em sua folha de pagamento q vários pelotões militares completos.Abandonou pra sustentar-se na carreira clássica.Tem várias virtudes distantes da batuta e do piano: mulherengo e sedutor incansável , poliglota ,com amplo domínio da escrita e fluência absurda no inglês,francês, alemão e até mesmo vietnamita (naturalidade de dois filhos adotivos).Essa é a gravação final de Pass que morreria alguns meses depois da saída do estúdio Concordo que as gravações de Pass tem que ser escolhidas a dedo, pois soam repetitivas diante de sua facilidade virtuosística.Salvo a opinião do luminar cjubiano Beto Kessel.Edú.

Salsa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vinyl disse...

maldade de vocês. Pass é gênio!

PREDADOR.- disse...

Sr.Vinyl, vá pesquisar, pois André Previn tem coisas muito melhores que esse album com o chato de Joe Pass.