terça-feira, 7 de abril de 2009

Ruby Braff

Ruby Braff é um cara rodado, com longa história no livro do jazz. Esse bostoniano (êpa!) tem um modo de tocar bastante tradicional: tem os pés fincados em terreno cultivado por Armstrong. O som exalado de seus instrumentos (corneta e trompete - embora seus trabalhos valorizem mais o som encorpado do primeiro) mantém-se com a aura do suíngue.

Estou ouvindo dois cds: Ruby Braff And His New England Songhounds v.1 e 2. Ambos contam com as participações de Scott Hamilton (tenor), Howard Alden (guitarra), Dave McKenna (piano), Frank Tate (baixo) e Alan Dawson (bateria). O clima é agradabilíssimo. Os músicos, todos de primeira linha, conseguem sustentar o pique (slow ou up) com uma gentileza que é para poucos. A comissão de frente, formada por Braff, Hamilton e Alden, parece que foi formada no berço, tamanho o entrosamento. McKenna não faz feio ao piano, do mesmo modo que Tate e Dawson, com seus respectivos intrumentos. Quem, como eu, curtir um som mais tradicional, vai gostar.

Deixarei duas faixas no podcast Quintal do Jazz.

Os links: aqui e aqui

19 comentários:

O disse...

Igualmente yo les visito hace mucho tiempo gracias un saludo amigo.

Salsa disse...

Valeu, meu chapa.

PREDADOR.- disse...

Disco xaroposo, com vários clichês musicais, carregados de arranjos "glicerinados" como soi acontecer com a maioria dos albums da Concord Jazz. Uma verdadeira "viagem de navio", i.e, depois da segunda audição, dá enjoo, vontade de vomitar. Eca!

jazzlover disse...

Amigo este é um somzasso, tenho outros trabalhos do Ruby Braff.Grande post, so que este winvista é uma porcaria e esta embarrerando o download do link, fazer o que ???

jazzlover disse...

Em complemento com o comentario acima: Não foi possivel baixar o Link, estou sem saber se é o problema com o Google e a cassa as bruxas ou o problema esta no link.
Sugestão, postar o link no COMENTARIO.
Forte abraço !

Salsa disse...

Eu procuro alguma coisa na rede (não faço upload) e deixo o caminho das pedras, mas às vezes o link é "limado". O site hospedeiro pode estar passando por problemas.

Kati disse...

Gostei do novo lay-out! Acabei esquecendo de comentar. Blue. Blues. Bacios. K.

jazzlover disse...

Amigo Salsa,se antes eu tinha duvidas, agora não tenho mais. O problema que estava tendo com os Links do Ruby Braff era com um de meus SO (Vista Ultimate). No XP os problemas acabaram, consegui obter os links sem problemas estou rodando o XP neste momento.
Na sequência, o Ruby Braff que eu gosto muito, tem Tb um outro disco onde toca com o Scott Hamilton: A First e For the Last Time, ambos excelentes bem como com o Hank Jones tb muito bom. Muito obrigado pela postagem e saudações capixabas,gosto muito do ES onde tenho grandes amigos. O Graziano, casado com Dna Morena ainda estão vivos ? foram prefeito de Guarapari durante anos, época que frequentei muito.
Forte abraço.

Anônimo disse...

Su web en http://www.planetaki.com/jazz/subscriptions

Sergio disse...

Meu bom e véio, Salsa, o disco do Hank Crawford q está procurando é este?:

http://www.allmusic.com/cg/amg.dll?p=amg&sql=10:0zftxqygldhe

Verás q conta com arranjos de Ray Charles, mas até onde ouvi e li o Ray não canta. Se for tenho e posso te passar.
Abçs.

Salsa disse...

Ô, Sérgio, eu realmente não sei. O que eu ouvi o camarada disse que o barítono estava por conta de Hank, mas ele pode estar enganado. Manda o link aí, véio. Vamos ver/ouvir o que acontece

João Luiz disse...

Alô Jazzlover! Graciano (Espindula) e Morena continuam vivíssimos, esperando uma oportunidade para, talvez quem sabe, ingressarem novamente na política de Guarapari. Só não posso te afirmar se estão casados ainda. Saudações!

Sergio disse...

Aí está, Salsa.

Que o disco é bom, é, (re)ouvi inteiro. Angel Eyes, Dat Dere, Sister Sadie... Só musicão muito bem defendidos. Recomendo.

http://www.4shared.com/file/97630112/ec3c0447/Hank_Crawford__More_Soul__1960.html

figbatera disse...

E aí, Salsa, vai encarar o festival de Rio das Ostras este ano?
Eu pretendo ir e olha, as pousadas por lá já estão com a capacidade quase esgotada; apresse-se.

ps.:corriga a frase aí abaixo de "faça um comentário". rsrs

Salsa disse...

Ô, Fig, até que eu tô querendo, mas perdi toda minha fortuna aplicando na pirâmide daquele pilantra novaiorquino.
Farei uma força. Se eu for, vamos fazer um sonzinho com aquele equipamento que eles deixam para a rapaziada se divertir.

jazzlover disse...

Bom saber noticias boas do Graciano e Dna. Morena mas acho que estão muito velhos para voltarem a politica de Guarapari que alias deve muito a eles. E o Marcio Espinola ? e a Jôse Keppe, ha anos não os vejo. Quando morava no sul da Bahia [Trancoso] passava necessariamente por Vitória onde ficava dois ou treis dias, as vezes em Guarapari tb. Depois que voltei para Niteroi não visitei mais ninguem. Ocupado full time no Gov do RJ. Gosto muito desta terra e principalmente Domingos Martins, muito bom...

Salsa disse...

Dizem que Niterói é a capital da boa música. De lá só sai cobra criada. Está bem servido, o nosso jazzlover.

Internauta Veia (carioca da gema) disse...

Com todo o respeito, dizem que o melhor de Niterói é a belíssima vista do Rio...

Internauta Veia disse...

E o novo visual do Quintal ficou muito bonito...