quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Blue Mitchell - A sure thing


Esse post é dedicado aos campeões visitantes citados no outro post. Vai também para o intergalático Predador, que adivinhou a nossa intenção de escrever mais um pouco sobre a obra de Blue Mitchell.

A sure thing foi gravado em 1962 pelo time de craques da Riverside. A orquestra foi preparada para que Blue Mitchell mostrasse seu brilho. Destaque-se que ao seu lado estava Clark Terry, que funcionou apenas como um membro do naipe de sopros - os solos ficaram por conta de Mitchell (o resto do time vocês podem conferir na capa do cd).

Ouvi o disco quatro vezes enquanto escrevia os posts do dia. Devo admitir que Predador tem razão - A sure thing é mais consistente do que Big 6 (e isso não é um desmérito para este - que é muito bom). Os arranjos bem elaborados, as perfomances do grupo estão no plano da mestria e propiciam um plus no resultado final.

O sopro consistente mas sem estardalhaços de Mitchell está impecável. Ele não é daqueles que fazem incursões excessivas na região mais aguda do trompete. A região explorada por nosso herói faz o trompete soar próximo ao flueghel, preservando um certo "warm lirism", um clima aconchegante, mesmo naquelas peças mais up tempo.

Vocês poderão conferir isso em Hip to it (atentem também, nessa faixa, para o barítono de Pat Patrick) e em I can't get started.

3 comentários:

Salsa disse...

Sentiu os harmônicos do barítono? Muito bom o Pat.

PREDADOR.- disse...

Parabéns a você Vinyl, Salsa e CD pelo sucesso alcançado por esse blog. Quanto ao "A sure thing" ele é de fato um album de primeira. Obrigado pela postagem e comentários sobre o mesmo.

Sergio disse...

Tenho tudo desse cara! Valeu pela capa. Reouvirei.