terça-feira, 23 de outubro de 2007

A terra de Harold

Como acertado, eu trago um disco de alguém que tocou com uma das estrelas dos posts anteriores (aliás ele não estava como mero sideman, ele dividia a cena com Blue Mitchell): Harold Land. A sonoridade do seu tenor não é aquela que costumamos ouvir dos instrumentistas da costa oeste. Seu fraseado é mais ríspido e joga notas com bastante agilidade. Alguns críticos identificam aí alguma influência de Coltrane. O disco "The fox", de 1959, me atraiu inicialmente por causa de um tema com estrutura pouco usual para a época, composto pelo pianista Elmo Hope (que participa do disco), chamado "Mirror-mind rose". Mas o disco é todo bom. Merece todas as estrelas possíveis. A banda é completada por Dupree Bolton (Trompete), Herbie Lewis (Baixo), Frank Butler (Bateria). Eu consegui esse disco num sebo na asa sul, aqui em Brasília. Harold nos deixou em 2001. Postarei duas amostras: The fox e Mirror-mind Rose.

2 comentários:

Vinyl disse...

eu tenho esse e mais dois. O som de Harold Land realmente escapa ao estereótipo west coast.

Anônimo disse...

Land foi o substituto de Teddy Edwards na soberba "engrenagem" sonora Clifford Brown-Max Roach Quintet.Sofreu a natural influência de Coltrane, afinal contam-se nos dedos os tenoristas da epóca q fugiram, de forma positiva, a isso.Com o tempo e a maturidade dos anos "domou" mais seu timbre.Fazendo até,como um de seus ultimos discos, um acompanhado por cordas.Esse disco,The Fox, é um dos seus essenciais.Outro, com Mitchell é "Mapenzi".Edú