quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Mitchell e Land

Quando eu vi foto da primeira postagem feita por Vinyl, lembrei-me de quando nos conhecemos aqui em Brasília. Eu estava tocando violão na rodoviária, tentando descolar um troco. Vinyl foi o único que parou para ouvir, antes que o guarda me mandasse procurar serviço. Aquele momento e no seguinte, quando ele me pagou um almoço, nasceu uma amizade que, apesar da distância, se mantém acesa. Tanto que ele me convidou para colaborar com seu blog (nosso, agora). Lembro-me que foi ele que me apelidou de CD (meu nome é Carlos Dias).
Vou aproveitar que tem uns filmes aí do lado, e apresentarei mais um disco do Blue Mitchell. Desta feita, ao lado de Harold Land, excepcional saxofonista da costa oeste americana, com quem formou um quinteto, já no final de sua vida. Isso depois de ter experimentado vivências musicais diversas, ao acompanhar Ray Charles e o maluco blueseiro inglês John Mayal (será que essa trip teve a ver com o câncer?). O fato é que esse magistral músico não se apertava - chamou, ele tava dentro. Esse disco, Mapenzi, só pelo fato de unir esses dois monstros do jazz já é motivo para sua aquisição. Vocês terão a oportunidade de ouvir Mapenzi, Blue silver e Everything's changed.


Um abraço e até a próxima.


2 comentários:

Vinyl disse...

Depois você manda uma cópia. Eu só tenho os discos gravados até os anos sessenta.

Anônimo disse...

Ô dupla, sou frontalmente contra dowload e copias amigas.Mas todo musico q luta com dignidade contra adversidades e inospitalidade merece todo o meu respeito.Escrevi uns três posts e nem percebi q tinham citado esse disco , pela escolha e uma das melhores q envolvem esses dois musicos.Edú