terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A voz de Portugal

Ouvia ao longe, enquanto navegava, o canto de uma sereia. A voz, afinadíssima, entoava um mantra envolvente. De onde vem? Desviei-me do meu trajeto e, enfim, aportei em terras lusitanas. A voz: Maria João. Rainha e rei, mãe e santo, reunidos numa só pessoa.

A menina tem uma já longa estrada, iniciada, creio, com o pianista Mário Laginha (já postei, dele, o disco Espaço), com quem conquistou rápido reconhecimento da crítica européia. Conquistou também a pianista japonesa Aki Takase, que a convidou para uma série de trabalhos. Entre um concerto e outro, gravaram Alice, em 1990. A gravação foi ao vivo, no festival de jazz de Nuremberg, e contou com o apoio mais que luxuoso de Niels-Henning Orsted Pedersen.

O resultado conquistou esse insensato coração. O trio funciona que é uma maravilha. Maria João brinca com a voz de modo magistral, jogando com os timbres e revelando uma extensão vocal que é para poucos. Takase, aqui, está mais comportada do que em seus trabalhos free, mas sem deixar de mostrar sua eficiência como pianista. NHOP dispensa comentários - sua competência é ímpar.

Confiram ali no Podcast do Jazz Contemporâneo.

Link: Avax

9 comentários:

Celijon Ramos disse...

Salsa, também gosto de Maria João. Seu trabalho com o Laginha é ótimo, mas começou antes. Veio morar no Brasil, na Bahia, há alguns anos e não sei se já retornou a portugal. Ela é muito boa, gosto mesmo.
Um abraço!

Salsa disse...

valeu a informação, Celijon.
Não tenho muitos dados sobre a moça mas, sem dúvida, ela é dona de uma bela voz.

Érico Cordeiro disse...

Como diria o Pituco: bacanuda e piramidal a moça.
Valeu Seu Mr. Salsa!!!
E essa mudança da Maria João pro Brasil rendeu uma ciumeira louca na terra de Cabral - li alguma coisa em alguns blogs de jazz portugueses, acho que no JNPDI ou no Improvisos ao Sul!!!
Abração!

Salsa disse...

Bom lembrar do Pituco. Pensei em dedicar-lhe esse post, mas acabei esquecendo de fazê-lo. Corrijo agora. Considere dedicado ao Pituco. Presto.

JackRamon disse...

Hello,

Just a quick word to let you know that you are featured in our blogroll on Radio.Video.Jazz

Please check our site. If you like our work, do link back to us.

If you feel like contributing, let us know.

A lot of thanks.

The Radio.Video.Jazz Team

PS : you can also check our other website Radio.Video.Trad

Sérgio Camatta disse...

Grande trio musical !!!!!

Salsa disse...

Valeu, sêo Sérgio,
Apareça mais.

pituco disse...

sir salsa san,

lisonja total em ter essa postagem dedicada em meu nome...domoarigatôgozaimassu

e, talvez justamente por isso, sinto-me responsável em dar alguns pitacos pessoais (o que normalmente me abstenho pra evitar alguma polêmica desnecessária)...

maria joão junto com takase-san nessas gravações soa-me como algo muito familiar...

talvez o timbre próximo à tetê espíndola (que no caso,parece-me muito mais original, exatamente, pela sinceridade de suas referências pantaneiras)...a própria elis regina, em entrevista, cita esse fato, dando como exemplo a canção 'cio da terra'(milton e chico buarque)...

em outras circunstâncias,os vocalizes da cantora lusitana, nessas gravinas acá, lembram-me também a veterana flora purim...não é verdade?

bom,
é isso aí...
abraçsonoros e pacíficos desse lado de cá

Salsa disse...

Valeu, Pituco.
Pitacos anotados. Gostaria de destacar que, me parece, a Tetê se detém mais nos registros mais agudos, evitando as regiões mais baixas (falo de memória, pois há muito não a ouço). De qualquer modo, as suas observações deixam a lusitana em muito boa companhia.