sábado, 17 de novembro de 2007

Stan Levey Quintet

Observei que naquela excepcional caixa de Zoot Sims tem umas gravações com Stan Levey. Para quem não sabe, Levey é um baterista de mão cheia. Daqueles que sabem que lugar de bateria é na cozinha. É ali que ela amarra tudo o que é feito pelos outros músicos da banda. É na cozinha que se prepara o molho, que deverá ser servido com moderação, na certa medida para não estragar o prato. Quando é chamado à sala, Levey não nega fogo e faz seu showzinho particular. O melhor de tudo é que eu tenho um disco do quinteto de Levey, que conta com um time para ganhar campeonato: Richie Kamuka (ts), Conte Candoli (t), Lou Levy (p) e Monty Budwig (b). Cada um deles só por ter participado desse disco merece uma estátua em praça pública (o melhor é que eles fizeram mais, mas isso é assunto para depois). Gravado na Califórnia, em 1957, esse é um disco para fazer os jazzófilos babarem. Deixarei a metade do disco: Stan still, Lover come back to me e Ole man rebop.

6 comentários:

F. Grijó disse...

Maravilha!
Não conheço essas gravações, mas só o fato de Kamuka e Lou Levy tocarem juntos já vale a audição.
Levy e Levey estiveram juntos naquele discaço da Ella Fitzgerald "Clap Hands, Here Comes Charlie", que ouço sempre que possível.
Valeu a postagem, camarada.
Parabéns pelo blog.

Vinyl disse...

Onde você arranjou esse cd, CD? Adorei a versão de Lover come back... as alterações no andamento foram fantásticas. Você tem outros além desse?

cd disse...

Não tenho não. Apenas alguns do Levey como sideman.

Anônimo disse...

Parabéns campeão, este é dos bom!!!

Anônimo disse...

Não tenho esse cd e nenhum do baterista Stan Levey como líder.Parece q esse é o melhor dele.Tenho a sua imagem nos esporádicos depoimentos q ele prestou no documentário “Jazz” de Ken Burns.Por curiosidade, soube q ele abandonou a carreira de musico em 1960 pra se dedicar em tempo integral a de fotografo.Sua discografia em cd abriga, além desse titulo: Grand Stan de 56 (com Kamuca, Sonny Clark,Conte Candoli e o baixista Leroy Vinnegar).E This Time Drum on Me, de 55, com Dexter Gordon saindo de uma abstinência de gravação de 6 anos,Lou Levy,Conte Candoli,o fantástico Frank Rosolino e, novamente, o baixista Vinnegar.Edú

Anônimo disse...

Retificando, após checar minhas informações: ele abandonou a musica em 73, pra cuidar de um negócio, hoje arcaico, uma loja de revelação de filmes e material fotográfico.Edú