quinta-feira, 19 de maio de 2011

Joanne

Minha Shadow 600 foi internada hoje. Escoriações diversas a deixarão longo tempo em repouso (peças importadas e coisa e tal), mas ela ficará melhor que antes - estou decidido quanto a isso. Eu, cá, retorno da troca dos curativos...

Recosto-me na velha poltrona e ligo a eletrola ídem. Quero ouvir um vinil há muito por mim esquecido: um disco da bela pianista Joanne Grauer. A menina de formação erudita não resistiu ao apelo do jazz e se lançou de corpo e alma nos seus braços. A relação foi boa e rendeu bons frutos. Um deles - ...Trio - nasceu em 1957, tendo com auxiliares Buddy Clark e Mel Lewis.

Observem como a bela balança quando passeia pelas teclas de seu piano interpretando Mood for mode, de sua autoria. Mãos firmes, ela sabe como usar força e suavidade para embalar esse coração arranhado. Ouçam também a passionalidade que cerca a sua versão solo de Invitation, intensidade a toda prova. Sim, Joanne é intensa como um bom cabernet. Experimentem um pouco ali na radiola.

Link: Avast

10 comentários:

João Luiz disse...

Ótimo o álbum da Joanne. Só tinha ouvido de passagem seu nome(dela) e não conhecia este disco. Belo balanço e bela moça. Por favor coloque-o na minha "listinha" de gravações que está contigo para fazer. Sem pressa!
Em tempo: troque os curativos e também a sua Shadow 600 por um Chery QQ (quiu quiu) 1100.

Salsa disse...

Eu gostei bastante da menina. Já está acrescida à sua lista, João,
Abraços
PS- não dispensarei a Shadow, primeiro real amor, mas posso, quem sabe, arranjar outras....

Festoonic disse...

Lovely and completely unexpected. Thank you!

Salsa disse...

You're welcome Mr. Festoonic.

Takechi disse...

Ótima moça e pianista, a Joanne Grauer. Gostei!

Troca a Shadow por uma mais curta: é mais ágil e mais maleável para sair de enrascadas.

Votos de rápida recuperação,

Abraço,
Takechi

Tu mejor receta disse...

Tienes una pagina maravillosa!

Salsa disse...

Gracias, hermano.

Sergio disse...

Além de tudo é belíssima a moça, hein!

Mas... reparando mais atentamente, é quase certo q são duas mulheres distintas relacionadas na mesma pagina do allmusic.com, sob o nome Joanne Grauer. Não é a 1ª vez q saco essas ratas no dito site mais completo de música q há. Se fores lá, verá que não pode ser a mesma Joanne nas duas capas q o site apresenta.

Quanto a Joanne proposta aqui, seguindo a minha resolução de só começar a ouvir quando de posse do álbum completo, esperarei pro conjunto da obra.

Melhoras, tuas e da motinha...

Salsa disse...

Ô, Sérgio, o link está no post....

Sergio disse...

Salsa, não consigo baixar nada q vem desse AVAST. Mas, teiquirisi mai brodi, q já consegui os tais dois álbuns q disse q o allmusic relaciona e os dois são da mesma moça. Contece q o 2º q me pareceu fosse confusão do site, é um auto-entitulado de 1977, mas a foto da Joanne na capa malandramente devem ter posto uma da moça tipo com uns 18 anos, e é bem fraquinho, o bom é esse mesmo q vc indicou.

Tamaí.