segunda-feira, 7 de março de 2011

Hollywoodianas II


Vocês se lembram do seriado de tv chamado A gata e o rato? Creio que foi um dos primeiros trabalhos de Bruce Willis. Ele contracenava com Cybill Shepherd, a gata do título e dona de uma empresa de investigação onde o rato Bruce trabalhava. Rolava um clima entre os dois, mas nunca acontecia o rala e rola. Eu, lá, encantado com a sedutora e sensual figura da gata, não perdia um capítulo.

Pois bem, Cybill deve ter ganhado muita grana e se entediado com o palco televisivo. Na busca por um novo sentido para a vida (ou um novo desafio), resolveu que sua praia era outra: a música. A sensual moçoila enfiou a mão no bolso e contratou uma equipe e tanto para gravar um disco - Mad about the boy (1976). Entre os mais conhecidos estão Stan Getz, Frank Rosolino, Monty Budwig, Paulinho da Costa e, cuidando dos arranjos, Oscar Neves. O tema selecionado para abrir o disco foi Triste, creio que pelo belo solo de Stan. Na seqüência, pode-se ouvir baladas como I can't get started, This masquerade e Speak low.

O resultado, fora a performance dos músicos, foi meia-bomba. Cybill (que vocês curtem peladinha - foto de The Last Picture Show, de Peter Bogdanovich [1971]) não é desafinada, mas sua voz não sai do lugar comum. Vale como mais uma curiosidade para os fãs e saudosistas. Ouçam na radiola cor de rosa.

Link: Avax


9 comentários:

Don Oleari disse...

Meu caro Salsa: valeu pela informação, pela formação da banda, a Ciril se resolve, e pela boa lembrança de A Última Sessão de Cinnaem, do Peter Bogdanovich, que vi no Cine Belas Artes - que acaba de ser salvo do "derruba(tom)bamento", niquiqui morava em sampa.
Não dá pra reclamar.

PREDADOR.- disse...

Ela devia ter enfiado a mão em outro lugar para gravar esta porcaria. Salva-se a "gata" pelada e olhe lá!!!

Érico Cordeiro disse...

Gata demais, a Cybill Sheppard!!!
Já a voz...
Mas valeu a dica e as fotos - também assisti à Ultima Sessão de Cinema - meio deprê, mas um grande "filme de formação" (não se se o termo existe, mas já que tem os tais "romances de formação"...)
Abração!

coimbra disse...

Cybill,(xibíu), não mereceria incomodar ninguém, melhor, por que vcs ficam nervosos com Xibíu Sheppard ?
Stan Getz já fez 1 disquinho bossa nova com ela (com Astrud tb)e em outro até o lendário Frank Rosolino já participou. Deixem Xibíu na dela que ela merece carinho, não agressões pelos menos chegados.

John Lester disse...

Boas moças não falam. Nem cantam.

Jazz é para as Billie Holidays...

Grande abraço, JL.

figbatera disse...

Deixem a moça cantar, gente; que implicância. Já ouvi muita coisa pior na tv.

Sergio disse...

Pô, nêgo mete o pau, hein?... rsrsrs... Infim... Me acoverdei com as críticas. Mas no tempo da gata, era uma toizinha dotosa... Vou preservar essa imagem.

Gabriela Galvão disse...

Tô ouvindo a Jeri do 'post posterior', mas adorei as fotos -Caro Don pode usar no 'As certinhas', hahah- e a radiola rosinha.

Beijo

Anônimo disse...

GOSTEI DA INTERPRETAÇÂO DELA COMO CANTORA> ALIAS TEM UM CAPÌTULO NA GATA E O RATO MUITO BONITO EM PRETO E BRANCO EM QUE ELA FAZ UMA CANTORA DE JAZZ E O BRUCE UM TROMPETISTA (FAZ PARTE DA SEGUNDA TEMPORADA). VALE A PENA CONFERIR O EPISÓDIO, COM PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DE ORSON WELLES.
PatriciaFonseca