segunda-feira, 14 de março de 2011

Für Elise - Para Elisa


Existem mulheres que afetam a percepção do artista. Algumas delas mereceram pinturas, poemas, canções, esculturas e loucuras diversas. Elisa, por exemplo, além desse post, mereceu aquela bela peça da dupla Be & Thoven, como dizem os engraçados gaúchos; Luiza foi cantada por Jobim: Beatriz, por Chico, e por aí segue um sem fim de musas. Dizem que a obra de arte é uma retribuição à beleza que os artistas nelas viram.

Em re-retribuição, há aquelas que homenageiam os autores das peças interpretando-as com a alma. Apropriam-se dos temas e, mergulhando em suas nuances, nas sutilezas das melodias e das letras, em suas histórias, revelam detalhes que antes passavam despercebidos pelos ouvintes. Algumas cantoras, especiais cantoras, conseguem fazer isso. Uma delas, que pouco conheço da obra, mas, mesmo com essa restrição, conseguiu me impressionar, chama-se Jeri Southern. O pouco que conheço justifica meu sentimento.

A menina tem uma voz mais que expressiva, contralto, límpida que, acrescida da segurança com que a utiliza, torna-se uma experiência agradabilíssima ouvi-la. Como bem destaca o encarte, Jeri não se está preocupada mostrar virtuosismo, em fazer peripécias com o seu instrumento, a sua voz. Longe di.sso, miss Jeri Southern mostra-se preocupada com o que canta - parece não querer que a sua potência vocal obscureça a história que a canção embala.

O disco que vos trago é Southern breeze, no qual se faz acompanhar pela orquestra do, para mim desconhecido (recordo-vos que não sou chegado em ouvir big bands), Marty Paich. Se não conheço o arranjador e condutor, para compensar, conheço boa parte dos membros da orquestra: Georgie Auld (tenor), Don Fagerquist (trompete), Bob Enevoldsen (trombone de válvula), Bill Pittman (guitarra) e Mel Lewis (bateria). Um timaço, vocês têm que concordar. Destaque-se uma curiosidade: a tuba, aos cuidados de John Kitzmiller com direito a solos.

Deixarei o disco rodando na radiola.

O link: Avax

13 comentários:

PREDADOR.- disse...

Você deve estar com a memória fraca, mr.Salsa. Tenho certeza que você conhece o arranjador, dirigente de orquestra e um ótimo pianista, que transitou nos estilos west coast,bop, etc...principalmente nos anos 50. Lembro-me de você ter me cedido cópia dos álbums de Marty Paich "I Get a Boot out of You" e "Broadway Bit", arranjando e dirigindo feras da west coast.
Se não me engano foi você também que me arranjou uma cópia do disco "Marty Paich Quartet", aí sim tocando piano, acompanhando de Art Pepper, Buddy Clark e Frank Capp, gravação de 1956 da V.S.O.P. Remember????? Neste disco da Jeri Southern êle conduz seu "tentet" com outros "cobras" da west coast. Quanto a "mocinha" Jeri, ela canta muito bem. Ótima escolha.

Ministério disse...

Amigas trocam segredos e conselhos. Confira esta história: http://bit.ly/dVGkj4 #fiquesabendo

Conheça a Campanha contra a Aids deste Carnaval: www.camisinhaeuvou.com.br
Siga-nos no Twitter e fique por dentro: www.twitter.com/minsaude
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde

Salsa disse...

Tico e Teco, meus queridos neurônios,estão em conflito? Danou-se!

coimbra disse...

Mr Salsa,
Que cedeu as cópias dos Marty Paich ao Predador fui eu.Os neurônios dele estão abalados. Tenho até pendurado no meu bunker uma cópia ampliada da capa do The Broadway Bit, que é uma corista de belas pernas no camarim lendo uma Downbeat.
Sou fã de Paich há muito, um autêntico westcoaster. Trabalhou com Shelly Manne, Shorty Rogers, Art Pepper, etc, etc, mas fez dupla famosa om Mel Tormé.
Agora Mrs. Souhern, é uma novidade antiga.

Salsa disse...

Que alívio! Ia revirar o baú atrás dos discos. Em lp aqui postado, de Fagerquist, Mr. Paich encara o piano.

PREDADOR.- disse...

Descupem, o lapso foi meu. Lembrei-me agora que foi realmente mr.Coimbra que aranjou-me a cópia do "Broadway Bit/I Get a Boot out of You" e Mr.Garibaldi a cópia do "Marty Paich Quartet". Mr.Salsa, felizmente você está salvo!!!

Sergio disse...

Pois é, enquanto vcs discutem quem deu as posses, eu não possuo nada. Sou um miserável! Tou baixando no soulseek o Southern STYLE, esse Breeze, não encontrei por lá ainda. Por isso venho menos q deveria aqui, seu Salsa san, não consigo baixar as coisas aqui disponibilizadas... E pois é, além de miserável sou interesseiro tomém.

Cara, c acabou indo lá no sônico respondendo o post do Roquinrio e (não sei se viu) não no q te recomendei cheio de entusiasmo, o do (vou quebrar a surpresa) Charlie Byrd Feat Jan Akkerman. Não perca isso de jeitcho ninhum mr. Salsa! Foi um achado!

Abraços!

Ah, tbm perdi meu tênis no roquinrio 1. Vai ver é por isso q do 1 a gente nunca esquece. Todo mundo perdeu no mínimo um pé de tênis.lá.

Sergio disse...

em tempo: achei um link 4share desse disco e tou baixando já.
Valeu!

Salsa disse...

Graaaaande Sérgio, vou conferir a dica.

.Edinho disse...

Mr . Salsa,
Não conhecia a moça. O pouco que ouvi gostei.
Valeu a dica !
Abraços sonoros ,

John Lester disse...

Tanto Mr. Salsa quanto Predador estão com péssima memória...

O álbum de Marty Paich com Art Pepper foi surrupiado de minha estante pelo insuspeito João Luiz Mazzi, Vice-Presidente do Clube das Terças. Daí, copiado e distribuído por toda a Baixo-Praia do Canto.

Aliás, o mesmo a´lbum foi ouvido por Mr. Salsa aqui em casa, ao sabor de um olvidado tinto da Serra da Estrela.

É a idade...

Grande abraço, JL.

Salsa disse...

Ô, diacho, serei obrigado a repetir a sessão para reavivar a memória... Dureza!

João Luiz disse...

A palavra não é bem "surrupiado" e sim "tomado emprestado". Mas, tenho certeza que devolví ao Lester, "são e salvo", o dito disco do Paich e Art Pepper. Quanto a ter feito várias cópias e distribuído é simplesmente "intriga da oposição".